Quais Data Skills você realmente precisa? Esta Matriz 2 × 2 dirá a você.

  1. Home
  2. »
  3. Tecnologia
  4. »
  5. Quais Data Skills você realmente precisa? Esta Matriz 2 × 2 dirá a você.

Data Skills – as habilidades para transformar dados em insight e ação – são o direcionador das economias modernas.  De acordo com o Fórum Econômico Mundial , os trabalhos de computação e focados matematicamente estão mostrando o crescimento mais forte, à custa de papéis menos quantitativos.

Então, seja para maximizar o papel que desempenhamos no crescimento econômico orientado por dados, ou simplesmente para garantir que nós e nossas equipes permaneçam relevantes e empregáveis, precisamos pensar na transição para um conjunto de habilidades mais distorcido em dados. Mas em quais habilidades você deve se concentrar? A maioria de nós pode esperar acompanhar essa tendência, ou seria melhor recuar para áreas menores da economia, deixando as habilidades de dados para os especialistas?

Para ajudar a responder a essa pergunta, a filtered.com reinicializou e adaptou uma abordagem que adotamos para priorizar as habilidades do Microsoft Excel de acordo com os benefícios e custos de adquiri-las. Foi aplicada uma análise de utilidade do tempo ao campo de habilidades de dados. “Tempo” é hora de aprender – um proxy para o custo de oportunidade para você ou sua equipe de adquirir a habilidade. “Utilidade” é o quanto você provavelmente precisará dessa habilidade, um substituto para o valor agregado à corporação e suas próprias perspectivas de carreira.

Combine tempo e utilidade, e você terá uma matriz simples 2 × 2 com quatro quadrantes:

  • Learn: alta utilidade, pouco tempo para aprender. Esta é uma fruta barata que irá agregar valor para você e sua equipe rapidamente.
  • Plan: alta utilidade, alto tempo de aprendizado. Embora isso seja valioso, adquirir essa habilidade significará priorizá-la antes de outros aprendizados e atividades. Você precisa ter certeza de que vale a pena o investimento.
  • Browse: baixa utilidade, pouco tempo para aprender. Você não precisa disso agora, mas é fácil de adquirir, portanto, fique atento no caso de seu utilitário aumentar.
  • Ignore: baixa utilidade, alto tempo de aprendizado. Você não tem tempo para isso.

Para ajudá-lo a decidir onde concentrar seu esforço de desenvolvimento, o estudo plotou as principais habilidades de dados em relação a essa estrutura. Foram alocadas habilidades associadas a funções como: analista de negócios, analista de dados, cientista de dados, engenheiro de aprendizado de máquina ou hacker de crescimento. Em seguida, foram priorizados para o impacto com base na frequência com que aparecem nas postagens de emprego, nos relatórios de imprensa e no feedback de seus alunos. E, finalmente, isso foi somado com informações sobre a dificuldade das habilidades para aprender – usando o tempo para a competência como uma métrica e avaliando a profundidade e a amplitude de cada habilidade.

Lembrando que isso foi realizado para técnicas, e não para tecnologias específicas: portanto, para aprendizado de máquina em vez de TensorFlow; para inteligência de negócios em vez de Microsoft Excel, etc. Depois de descobrir quais são as técnicas prioritárias em seu contexto, você pode descobrir qual software específico e as habilidades associadas melhor as suportam.

Você também pode aplicar essa estrutura ao seu próprio contexto, onde o impacto das habilidades de dados pode ser diferente. Aqui estão os nossos resultados:

No exemplo da Filtered, descobriu-se que a construção dessa matriz os ajudou a tomar decisões difíceis sobre onde focalizar: à primeira vista, todas as habilidades em nossa longa lista pareciam valiosas. Mas, realisticamente, só se pode esperar mover a agulha em alguns, pelo menos a curto prazo. Concluiu-se  que o melhor retorno do investimento em competências para a empresa foi na visualização de dados, com base em sua alta utilidade e baixo tempo de aprendizado. 

Experimente a matriz em sua própria empresa para ajudar sua equipe a determinar quais habilidades de dados são mais importantes para começar a aprender agora.

conquestone
conquestone
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
conquestone
conquestone
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Posts Relacionados

Conquest One no Jornal da Band

A reforma trabalhista é o assunto do momento, e por isso, o CEO Antonio Loureiro da Conquest One foi entrevistado para